Baterias? Isso é coisa do passado

by

Quem tem mais de trinta anos deve se lembrar dos primeiros celulares que apareceram no mercado. Após certo tempo eles passaram a ser apelidados de tijolos. Alem de enorme eram extremamente pesados. O principal motivo? A bateria.

Agora um novo conceito está surgindo na conversa entre cientistas e ambientalistas: “colheita de energia”. A ideia é aproveitar a disponibilidade de energia disponível no próprio ambiente, na forma de ondas eletromagnéticas, vibrações mecânicas, energia solar, e energia térmica (calor).

As possibilidades são várias: Polímeros eletroativos, ou músculos artificiais como são conhecidos produzem uma corrente elétrica quando sofrem variação de tamanho, sendo esticados ou relaxados. Há vários tipos de materiais que podem ser utilizados para isso, em agosto do ano passado pesquisadores americanos desenvolveram um sapato que conseguia gerar cerca de um watt por cada passo:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=sapato-gerador-energia&id=010115110816 (acesso em 15/02/2012)

Um watt parece muito pouco, mas é suficiente para recarregar o celular ou outro dispositivo pessoal eletrônico. O mais importante desse trabalho é que estão verificando também a possibilidade de usar esse material para gerar energia elétrica através das ondas do mar. Um braço mecânico comprime o material quando as ondas passam.

Pesquisadores norte americanos interessados nos sapatos que geram energia, acabaram descobrindo outra forma de gerar energia elétrica, conhecida como “eletroumectação reversa”. Nesse processo energia mecânica é usada para mover gotas de um microfuido que ao circular no interior de microcanais gera energia elétrica, os detalhes da técnica podem ser lidos em:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=sapatos-geram-energia&id=010110110825&ebol=sim (acesso em 17/02/2012)

Mas se estamos interessados em colher energia do ambiente, porque não usarmos uma antena? Afinal as ondas eletromagnéticas (luz, ondas de rádio, raios-X, ondas de celulares, radares, TV) são ondas de energia que inundam tudo que está a nossa volta. Os primeiros rádios eram construídos com um cristal chamado galena, o qual funcionava como amplificador natural, dessa forma não havia necessidade de fonte de energia para o rádio, ele usava a energia da própria onda que trazia a informação.

Dr. Manos Tentzeris, da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, criou um novo tipo de antena que consegue captar essas ondas e converter diretamente em energia elétrica:

No estágio atual, elas são capazes de captar energia da faixa de frequência das rádios FM até a frequência dos radares – de 100 megahertz (MHz) a 15 gigahertz (GHz).

Na faixa de frequência de TV, os testes mostraram uma capacidade de “colheita” de várias centenas de microwatts – com a antena de colheita de energia posicionada a 500 metros da antena da estação de TV.

Trecho retirado de:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=energia-ar-ondas-eletromagneticas&id=010115110708&ebol=sim (acesso em 17/02/2012)

Já a empresa japonesa Fujitso criou uma célula termossolar. Ela retira energia da luz do sol ou do calor do ambiente e converte em energia elétrica:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=celula-termossolar-energia-luz-calor&id=010115110118 (acesso em 17/02/2012)

Esses são apenas pequenos exemplos do que a pesquisa de novos materiais e a nanotecnologia estão prometendo. Ficar sem bateria no notebook, ou no celular será coisa do passado. Mas não posso deixar de mencionar o contraste, enquanto o simples andar com um tênis ou uma mochila vai gerar energia útil, ainda usaremos por um bom tempo carros com um motor movido a queima de um combustível, que polui, é barulhento, e possui eficiência menor do que 40%.

PS: materia de hoje (26/02/2012)  do site inovação tecnológica traz matéria sobre roupa que utiliza o calor do corpo humano para gerar energia:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=tecido-termoeletrico-calor-corpo-eletricidade&id=010115120223&ebol=sim

 

 

Tags: , ,

4 Respostas to “Baterias? Isso é coisa do passado”

  1. André Scholz Says:

    Oi Jacó,

    Ontem vi um programa na Discovery em que um cientista propunha construir painéis gigantes no espaço para captação solar e enviar para a terra através de ondas, como um “wi fi”. Acho que era essa tecnologia ai extrapolada, não?

    abs

    • blogs oswald Says:

      Já vi esse programa, não é a mesma coisa não essa idea do programa é mais exotica e usa outro processo. É coisa pra futuro, essa que estou citando já é algo possível, resta apenas melhorar a potencia. abraço

  2. Marineide Says:

    Que interessante, espero que melhorem a potência logo para que possamos usufruir desta energia..Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: