2012! O fim do mundo chegou,

by

mas não se preocupem, ele vai passar logo. Após 21 de dezembro de 2012, ninguém vai mais falar da profecia Maia, e aguardaremos qual será a próxima data para esse evento tão dramático.  

Já fiz um post dizendo que não queria falar sobre isso, e acabei abordando uma possível forma de extinção do ser humano:

https://12dimensao.wordpress.com/2011/02/26/fim-do-mundo-so-em-2012/

Meu amigo Adriano (criador do Blog Prefácio Cultural, também do colégio Oswald:

http://prefaciocultural.wordpress.com/ )  insistiu para que eu falasse  alguma coisa sobre isso, e acabou me convencendo a pelo menos colocar os textos do Marcelo Gleiser sobre o tema.

Marcelo Gleiser é professor de física e astronomia no DARTMOUTH COLLEGE, faculdade norte americana, e escreveu durante muitos anos no caderno Mais do jornal Folha de São Paulo, na coluna Micro Macro. Gleiser também é autor de diversos livros de divulgação científica e participou de programas televisivos, no Brasil e Estados Unidos.

Publico aqui, no Décima Segunda Dimensão, dois textos de Marcelo Gleiser abordando o tema do fim do mundo, supostamente previsto pela civilização Maia. Ele “disse” tudo que eu gostaria de dizer, de um jeito bem mais bacana.

Não sou um fã incondicional do Marcelo Gleiser, gosto de como ele aborda os temas e de como é claro ao explicar os conceitos. Mas reconheço que essa sua preocupação pela clareza e simplicidade acaba, em alguns momentos, sobrepujando o rigor e cometendo alguns deslizes (por exemplo, logo de cara ele vai afirmar que o Sol explodirá em 5 bilhões de anos e que isso é uma verdade. Isso é uma estimativa, uma previsão tomada com base em um modelo científico, não é uma verdade absoluta”).  Mas em um país tão carente por divulgação científica, julgo que seu trabalho tem muito mais valor do que os pequenos deslizes conceituais ou exageros, por isso sou sim um admirador do Marcelo Gleiser.

 2012: O MUNDO NÃO VAI ACABAR

Por Marcelo Gleiser

O ataque é constante, um dilúvio de cataclismos horrendos que marcam o fim do mundo: tudo isso ocorrendo no dia 21 de dezembro de 2012 (ou será no dia 23?). Pelo mundo afora, milhões de pessoas escrevem em blogs, rezam, formam grupos e portais de “informação”, acreditando que essas previsões sejam diversas do “bug do milênio” (alguém se lembra?) ou de centenas de outras profecias apocalípticas que falharam e que as pessoas têm uma incrível habilidade de esquecer.

Gostaria de contra-atacar essa onda de medos apocalípticos usando, sim, a luz da ciência e da razão. Mesmo que muitas dessas previsões sejam supostamente baseadas em ciências, a verdade é que não são. Se fossem, deveríamos levá-las a sério (o Sol, é verdade, explodirá em 5 bilhões de anos).

1) Fim do calendário maia: Deixando de lado o fato de que os maias não tinham como prever o fim do mundo, vamos examinar a “evidência” que mostra a relação entre o fim do calendário deles e o fim do mundo.

Os especialistas Linda Schele e David Freidel encontraram referências a eventos ocorrendo muito após o fim do calendário. Outros afirmam que a noção judaico-cristã de apocalipse não fazia parte da cultura maia. A fonte da profecia vem de um local no México chamado Tortuguero. Especialistas mal conseguem decifrar os fragmentos encontrados lá: “O décimo terceiro [b’ak’tun] termina (no) 4 Ajaw, o 3º do Uniiw [3 K’ank’in]. Preto… ocorrerá. (Será) a queda (?) de Bolon Yookte’ K’uh ao grande (ou vermelho?)…” Desse fragmento a uma previsão do fim do mundo baseada no profundo conhecimento cósmico dos maias é um salto vergonhoso.

2) Alinhamento galáctico: Alguns afirmam que os maias sabiam do alinhamento periódico entre o Sol, a Terra e o centro da nossa galáxia. Afirmam também que esse alinhamento causará o fim do mundo. A verdade é que esse alinhamento aproximado ocorre todo mês de dezembro. E a Terra sobrevive há mais de 4 milhões[1] de anos! Mesmo que todos os planetas se alinhassem – o que não ocorrerá em 2012 ou nas próximas décadas -, o efeito sobre a Terra seria desprezível.

Lembre-se de que a força da gravidade cai em proporção ao quadrado da distância. Se somarmos todas as massas dos planetas, obtemos em torno de 450 massas da Terra. O Sol, sozinho, tem uma massa 332 mil vezes maior do que a da Terra! Ou seja, a perturbação causada pelos planetas ou pelo centro galáctico é irrelevante.

3) Planeta Nibiru (ou Planeta X): Supostamente, os sumérios sabiam de um planeta que vai colidir com a Terra em 2012. Acontece que esse planeta simplesmente não existe! Se existisse, teria já sido detectado por astrônomos. Se fosse colidir com a Terra em 2012, seria visível a olho nu. Um objeto dessa magnitude causaria (pequenas) perturbações em outros planetas e asteroides facilmente detectáveis.

4) Tempestade solar: O Sol tem um ciclo de atividade de 11 anos e o próximo máximo ocorre entre 2012 e 2014. Plasma lançado da sua superfície pode atingir a Terra, causando auroras em altas latitudes. Alguns distúrbios mais violentos podem danificar satélites e causar apagões. O Sol poderia nos causar problemas sérios, mas não há previsão de que isso vá ocorrer em 2012 ou nos próximos milhões de anos. Certamente, os maias não sabiam nada sobre a fusão nuclear.

Esse frenesí todo é irracional, promulgado por alguns setores dos meios de comunicação e oportunistas. Quem escolhe acreditar nisso está fechando os olhos para 400 anos de ciência, preferindo viver escravizado por meios que pertencem à Idade Média.

Marcelo Gleiser é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA) e autor do livro “Criação imperfeita”

Extraído da Folha de São Paulo, 21 de março de 2010 – http://acervo.folha.com.br/fsp/2010/03/21/72

O FIM NÃO ESTÁ PRÓXIMO

Por Marcelo Gleiser

“O pânico aumenta a cada dia. Na Internet, uma verdadeira proliferação de sites e blogs discutem o que, para muitos, é inevitável: segundo profecia maia, ‘observações’ astronômicas e conclusões de videntes espíritas, o ano de 2012 trará a destruição de nosso planeta. Se não do planeta inteiro, a de grande parte da vida nele. Os mais espertos, claro, comprarão os livros e os kits de sobrevivência disponíveis na Internet. Grupos cristãos falam do Armagedon, o encontro entre bem e o mal que marca o fim dos tempos. Blogs narram conspirações de governos e cientistas que escondem a verdade. Por quê? Para evitar o caos, a desintegração da sociedade. Se soubéssemos que o fim está chegando, nos autodestruiríamos. Ma é só visitar sites como http://yowusa.com/planetx/#feature para descobrir a ‘verdade’. Afinal, faltam apenas quatro anos para o fim!

Nostradamus, como sempre, também havia previsto esse fim de mundo. Aliás, parece que ele previu vários deles aos quais, felizmente, conseguimos sobreviver. Fico impressionado com a capacidade das pessoas em se deixar levar por invenções como essas. Não existe absolutamente nada de verdadeiro nos ditos ‘fatos científicos’ que levarão à terrível destruição do mundo em 2012. Não existe um planeta X, ou Nibiru, cuja órbita alongada aproxima-o da Terra de tempos em tempos, causando devastações apocalípticas. Não foi ele o responsável pela destruição dos dinossauros, e sim a colisão com um asteróide de 10 km de diâmetro. Sem dúvida, planetas e objetos celestes estão sendo sempre descobertos. Em 2005, um novo planeta foi observado além da órbita de Plutão pelo grupo do astrônomo Michael Brown, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, o Caltech. A uma distância média do Sol 97 vezes maior do que a da Terra, o planeta – chamado temporariamente de 2003 UB313 – tem uma massa 1,5 vez maior do que Plutão. E é completamente inofensivo.

Muitos dizem que, no calendário maia, o dia 21 de dezembro de 2012 marca o fim do mundo. O que ocorre é que, nesta data, termina a contagem deste ciclo de tempo, o de número treze (que azar!), que durou 5.125 anos. Existe apenas uma inscrição incompleta nas ruínas de El Tortuguero, em Chiapas (México), e dela foi criada a conjectura de que o fim do tal ciclo levaria à destruição do mundo e a criação de outro. Como os maias tinham uma astronomia de alta precisão, apesar de não terem telescópios, devemos concluir que a previsão deve estar correta, e o fim é mesmo inevitável.

Segundo a astronomia moderna, porém, não há nenhum objeto celeste em rota de colisão com a Terra no momento. Mas é verdade que isso ocorre de tempos em tempos. Em 1908, um fragmento de um cometa ou asteróide explodiu sobre uma região remota da Sibéria, destruindo 2.000 km2 de floresta. Esse tipo de fenômeno é impossível de ser detectado com antecedência devido ao pequeno tamanho do bólido – no caso, em torno de 30 metros de diâmetro; É também verdade que cometas podem penetrar incógnitos a região central do sistema solar (onde residimos) até estarem próximos da órbita de Júpiter, o que nos daria em torno de dois anos de aviso prévio. Mas a possibilidade de uma colisão com a Terra é muito, muito pequena. E, com esse prazo, seria possível enviar uma sonda para tentar desviar o cometa. Ou seja, só a ciência poderá nos salvar.

É preciso separar nossas ansiedades e o fato de vermos o mundo em crise de um medo religioso de destruição. Se temos a necessidade de uma nova coincidência para lidarmos com os problemas da nossa geração, o melhor a fazer é nos ajudarmos uns aos outros e não sucumbir à propaganda mentirosa dos que querem se aproveitar de nossas inseguranças. Não é à toa que Carl Sagan chamou seu último livro de ‘O mundo Assombrado por Demônios’ e deu-lhe o subtítulo ‘a ciência vista como uma vela no escuro’. Será que os vários fins de mundo de profecias passadas não são suficientes para nos convencer de sua tolice? Ou vamos ter de esperar mais quatro anos?”
(Marcelo Gleiser – astrofísico e professor do Dartmouth College, nos Estados Unidos, e autor de cinco livros sobre ciência e conhecimento -, Galileu, julho/2008, pág. 50).


[1] Bilhões, a idade da Terra é de cerca de 4,5 bilhões de anos e não milhões. Deve ter havido um erro de digitação no jornal.

Tags:

5 Respostas to “2012! O fim do mundo chegou,”

  1. Marineide Says:

    Muitos fins de mundo já foram profetizados,datas marcadas para o fim, pessoas acreditaram inúmeras expectativas porém, passaram os dias e nada aconteceu. Acaba caindo em descrédito tanto fim e nada acontece.Será mesmo o fim em 2012 ? Ou mas uma decepção futura, claro não vai faltar ocasiões onde surgiram novos fins .

  2. Marineide Says:

    Rsrs, ao falar mas uma decepção, não que seria uma decepção pra humanidade, mas para quem vive estipulando data e ai nada acontece, acabam entrando em discrédito .Beijo

  3. jorge luiz viana mazulo Says:

    Será mais um adventista que está na parada

  4. Pousando em um cometa – A missão Rosetta | 12a Dimensão Says:

    […] https://12dimensao.wordpress.com/2012/01/20/2012-o-fim-do-mundo-chegou/ […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: